sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Lição de Vida



Minha admiração ao blogueiro e amigo Celso Dossi (que sempre me envia textos lindos como este por correio eletrônico), já é pública. Também já escrevi neste espaço sobre nossa grande escritora Lygia Fagundes Telles. Com este texto admiro-a ainda mais como ser humano, que sabe respeitar ao próximo, bem como envelhecer com dignidade e beleza (estão aí as fotos que não mentem).


''Olha aí a crueldade máxima, a mãe se preocupando se o filho ou a filha é homossexual. Entendo que se aflija com droga e etcetera, mas com o sexo do próximo? Cuide do próprio corpo e já faz muito, me desculpe, mas fico uma vara com qualquer intromissão na zona sul do outro. Lorena chama de zona sul. A norte já é tão atinginda, tão bombardeada, mas por que as pessoas não se libertam e deixam as outras livres? Um preconceito tão odiento quanto o racial ou o religioso. A gente tem que amar o proximo como ele é e não como gostariamos que ele fosse.''

Lygia Fagundes Telles, As Meninas

4 comentários:

DON PAVINATTO disse...

O livro As meninas foi lançado no ano de 1973 (auge da censura e repressão do governo militar ). É por essas e outras que não gosto de ficar calado com medo das conseqüências daquilo que publico no blog. Entende, amigo?

Gui Sillva disse...

O Celso é especialista em Caio Fernando Abreu.
na próxima vez que for à Sampa, vou querer o caderninho de anotações dele emprestado...rsrsrs

Gui Sillva disse...

o Celso é especialisat em Caio Fernando Abreu,.

na próxima vez que for à sampa, vou querer emprestado o caderno de anotações dele...rsrsrsrs

Alberto Pereira Jr. disse...

Grande autora!