segunda-feira, 23 de julho de 2007

Barbárie no Século XXI



Em pleno ano 2005, há 02 anos portanto, Mahmoud Asgari (persa: محمود عسگري) e Ayaz Marhoni (persa: عياض مرهوني) eram adolescentes iranianos e foram enforcados na Praça de Justiça (Edalat) em Mashhad (mapa ao lado), no Irã, em 19 de julho.

O fato atraiu atenção internacional pela alegação de que ambos haviam sido condenados por sexo homossexual consensual, embora o judiciário iraniano tenha alegado que ambos estavam tentando "aliciar" um garoto de 13 anos - como a idade de consentimento no Irã é de 15 anos, o garoto foi liberado. O caso ainda desperta debate acalorado.

Embora a Lei Islâmica (Shari'a) permita a pena de morte para práticas homossexuais, A Convenção dos Direitos da Criança, da qual o Irã é signatário, proíbe a execução de adolescentes.

Embora seja comum que sentenças de morte para adolescentes sejam comutadas em prisão de 5 anos, a Suprema Corte de Teerã manteve a pena de morte. As idades dos garotos não ficaram explicitadas. Acredita-se que eles tinham 14 e 15 anos à época da prisão e dezesseis e dezoito à época da execução. No Irã a maioridade penal ocorre aos 15 anos.

Além de grupos de oposição e da sociedade civil iranianos, em 22 de julho de 2005, a Anistia Internacional emitiu um comunicado que dizia:

"... antes da execução, ambos receberam 228 chibatadas cada por beber, perturbar a paz e roubar."

Apesar de não conhecer a Lei Islâmica em detalhes, achei um tanto bizarro o cálculo tão preciso de 228 chibatadas.

Essas e outras barbaridades, como as ações de um governo Islamo-fascista, ocorrem quando não há adequada separação entre Estado e Religião. Vamos torcer para as coisas na Turquia não tomarem este caminho...

Leia mais

4 comentários:

Leo Carioca disse...

E vamos ficar atentos pras coisas no Brasil tamb�m n�o se aproximarem desse rumo!
Tem v�rios pol�ticos conservadores aqui que misturam religi�o com pol�tica abertamente. � claro que as coisas aqui nunca v�o ficar exatamente como s�o no Oriente M�dio. Mas em qualquer pa�s, misturar pol�tica com religi�o nunca d� os melhores resultados. Existem algumas dezenas de exemplos hist�ricos disso, n�

uomini disse...

parabens pelo post! naun podem esquecer que ainda ha muito pelo que lutar neste planeta! Um abraço (cris)

Tony Goes disse...

Vi essas fotos na net há 2 anos e elas nunca mais saíram da minha cabeça. E o mais terrível é que o Irã continua enforcando por "crimes sexuais", neste fim de semana foram mais 19 pessoas. Esses aiatolás são uma merda mesmo... MERDA, M-E-R-D-A, caguei pra tolerância entre as religiões. Que tolerem a minha sexualidade, ora, que nem fui eu que escolhi.

Alexandre Lucas disse...

Tony, embora extremamente polêmica a questão, está na hora de começarmos a nos dar conta, aqui no ocidente, de que tolerância religiosa não bastará. O islamismo radical é, a meu ver, INCOMPATÍVEL COM A CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL. E não vejo capacidade dos moderados em conciliar a situação.