segunda-feira, 17 de maio de 2010

Nem tão fora do armario

Como não ando com idéias de pautas tão originais assim resolvi aproveitar o gancho do Dia de Mundial de Luta contra a Homofobia, quando muita gente diz que o primeiro passo para ganhar respeito é sair do armario. Mas sabe que até hoje não me assumi para a minha familia?E sei que aqui no interior do país não sou o único nessa situação.
Parece piada, já que não faço nenhuma questão de esconder que sou gay para os amigos ou no trabalho, mas contar para os meus pais não é algo que considere num futuro próximo.

Não preciso me resolver, sei muito bem o que quero e o que não quero, mas ter de resolver os conflitos de quem nasceu nos anos 50 não é facil. Conheço meu eleitorado, sei que meu pai ficaria sem falar comigo e minha mãe choraria por alguns meses. A relação não seria mais a mesma.
Lá no fundo sei que aceitariam, mas não aguentariam ouvir piadas sobre gays dos amigos ou colegas de trabalho deles. E olha que falo de amigos que como meus pais são professores. Se no meu caso já é dificil, imagina para quem é filho de quem não teve acesso a educação formal?

Por isso desde quando percebi que não era hetero resolvi criar um personagem para o povo lá de casa. Não banco o machão, incoerência não é comigo,apenas não digo nada sobre minha vida sentimental. Acho que não conto porque não ia saber como contar e qual seria a reação. Sigo asséptico quando tocam em assuntos como com quem fiquei, beijei ou porque não tenho uma namorada.

Sai de casa quando tinha 14 anos e isso mudou muito a minha relação com meus pais. Sou quase independente financeiramente deles, não que ficar sem dinheiro me preocupe tanto assim, sei que não me deixariam passar por alguma dificuldade.Mas tenho muito medo da falta que eles fariam se não falasse a verdade... Alguma dica de como faço isso?

8 comentários:

Daniel disse...

Relaxa
sair do armário é bom, ótimo, mas cada um sabe o melhor para si. Como você mesmo disse, você conhece o seu eleitorado.
pode ser que um dia isso nem importe mais. Você acha que eles não sabem? ou que no mínimo não suspeitam?

Too-Tsie disse...

Exatamente o que o Daniel falou, só você sabe o que é melhor pra você.
Eu nunca tive que falar um A sobre o que eu sou, no fundo, bem no fundo, eles já sabem.

Se tiver que conversar sobre isso um dia com eles, eu acho que ficaria uam coisa muito estranha, para todos.

Para mim, está perfeito assim, fica tudo subentendido. Tenho um companheiro, o que nós fazemos na nossa intimidade não diz respeito a ninguém, só a nós.

psicosimone disse...

esteja pronto para falar quando estiver pronto para contar.
:)

jamesp. disse...

Também acho que cada um tem sua hora de sair do armário.Mas,por favor,saia!Não sofra mais que o 'necessário'.
Um abração.

Endim Mawess disse...

pra dizer a verdade eles já sabem que vc não é hetero. Só que esperam que logo você arranje uma namorada e case. você é filho unico?

Alexandre Lucas disse...

Concordo com os amigos reais e/ou virtuais acima.

Nícholas Vasconcelos disse...

Daniel - Acho que até suspeitam...mas dai a ter certeza eles não tem. Sabe que pelo visto não demora a perder a importancia?

Endim - Você acertou,minha mãe acha marido enrustido é politicamente correto. Não sou filho único, tenho uma irmã seis anos mais nova, mas sou o único que pode passar um sobrenome (sim eles se importam com isso).

Alexandre Lucas disse...

tudo passado...