quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Introspecção



A vida é feita de fases e fases. No filme "Meu Nome Não é Johnny" é dito “O tempo é uma raposa, meu filho! Quando você vê já te levou tudo.” Aviso do pai de João Estrella em uma das cenas.

Dia desses na Veja (que leio semanalmente apesar de parecer que virou hype dizer que se odeia) a escritora e colunista Lya Luft disse que o tempo é como um animal que ou domesticamos ou nos engole.

Bem, atualmente estou passando por uma fase de repensar, mudar (até de pele por uma insolação) e rever os objetivos e as companhias. Até de casa vou mudar. E como todo brasileiro, amo feriados e ODEIO mudanças. Mas profetizando, um dia antes da notícia da mudança pus no Orkut e neste blog:

"... Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos..."
(Fernando Pessoa)

No filme "V de Vingança", o personagem central, "V", avisa: "Coincidências não existem, apenas a ilusão de coincidências."

De uma forma ou de outra, esperem menos risadas por uns tempos... Estou tentando contrabalançar lendo um livro muito inspirador, de Affonso Romano de Sant'Anna. Um autor com nome tão cheio de rococós pra mim deve ser viado, mas não me darei o direito de tirar conclusões sem nenhuma base. O fato é que o cara escreve bem e é de uma redação superlativa! O livro chama-se "Tempo de delicadeza" e começa se explicando: "Sei que as pessoas estão pulando na jugular umas das outras.
"Sei que viver está cada vez mais dificultoso...
"...Sei o que vão dizer: a burocracia, o trânsito... ... a corrupção e o governo não nos deixam ser delicados.
"-E eu não sei?
"Mas de novo vos digo: sejamos delicados. E, se necessário for, cruelmente delicados."

Eu estou achando o livro um deleite como há muito não tinha. E, se necessário for, serei cruelmente delicado ;)

6 comentários:

Emiliano disse...

Ale,

Mudanças são sempre necessárias.
Quer a gente queira ou não.
Somos sempre obrigados a mudar, mesmo aqueles que se recusam a mudar, um dia encontram uma pedra no caminho e são obrigados a tomar outra rota (fuck!).
Entretanto, todo processo de mudança e doloroso, não pela mudança em si, mas pelo que está frente de nós e que não conseguimos ver. (fuck 2 vezes!)
Lembrando sempre que toda mudança é sempre para melhor, não acredito em mudanças que dão para trás.
Boa sorte na sua mudança.
E não fique tão preocupado assim. No final você ainda será você mesmo.
Apenas com uma plumagem?/pele?/armadura? novinha em folha. Mas sua alma continuará lá, do mesmo jeito. (fuck 3 vezes!)
Ainda recrutando para o Inferno. :)
PS - Toda vez que eu assisto Reaper no Universal Channel lembro de você.

R.Paschoal disse...

E delicadeza pode ser nociva aos outros, e eu adoro isso.

DON PAVINATTO disse...

Prefiro a música na voz do Ney.

Rico E disse...

Quero deixar uma frase para pensar sobre a ação do tempo:

“Teoricamente sabemos que a Terra gira, mas só não percebemos: o solo que pisamos não parece mexer-se e vivemos tranquilos; o mesmo acontece com o tempo de nossa vida”.

Marcel Proust

BHY disse...

Um dos melhores textos que já li aqui, há muito tempo. Muito bacana. Boa sorte e coincidências felizes por aí. ;-)

Alexandre Lucas disse...

Emiliano, sempre recrutando ;)