domingo, 25 de novembro de 2007

Concorrência na Banda Larga


Todos sabem que economia de mercado só funciona com concorrência. Infelizmente, isso deixou de acontecer em São Paulo quando as duas principais fornecedoras de banda larga passaram a pertencer ao mesmo grupo: Vivo (com seu Speedy) e Net (com seu Virtua).

Mas nem tudo está perdido, o serviço 3G da Claro iniciou operações de teste dia 14 de novembro, para atender clientes no Distrito Federal, e regiões metropolitanas de Fortaleza e Recife. No dia 20, será a vez da grande Porto Alegre; em dezembro, a das regiões metropolitanas do Rio e de São Paulo.

A rede UMTS com HSDPA (High-Speed Downlink Packet Access) da Claro começou a funcionar 14 de novembro, para atender clientes no Distrito Federal, e regiões metropolitanas de Fortaleza e Recife.

A infra-estrutura fornecida pela dupla Ericsson e Huawei poderia ter sido inaugurada há pelo menos um mês, atraso atribuído à demora da Anatel em dar o sinal verde à Claro. “O Brasil ainda não tem banda larga. Dos 35 milhões de usuários internet do país, apenas 6,5 milhões têm acesso em alta velocidade, e estão praticamente concentrados nas áreas urbanas”, disse Fox. Segundo o executivo, as ofertas da operadora têm velocidades superiores a 77% das bandas largas oferecidas no mercado local. Inicialmente, os planos terão duas velocidades: 1Mbps, por R$ 99,90 mensais e uso ilimitado; 500 Kbps, R$ 69,90, também uso ilimitado. No plano de 240 minutos, o aparelho será grátis.

Pessoalmente, tenho banda larga de 4Mbps, não devo me beneficiar do lançamento. Mas que as empresas terão de se mexer, isso terão... Infelizmente o tempo de "roundtrip" (resposta entre o clique no mouse e a resposta na tela) é consideravelmente maior nos serviços celulares que nos a cabo, o que prejudica algumas aplicações e games. Mas VIVA A CONCORRÊNCIA!

4 comentários:

Filipe disse...

Viva São Adam Smith!
Viva Carlos Slim e seu Grupo Telmex!

A Telmex monopoliza a comunicação telefônica no México (Telmex/Telcel) e na América Latina (América Móvil, a empresa que controla a Claro no Brasil), mas até que simpatizo com eles... apesar do serviço da Claro ser uma porcaria aqui no ES :P

Mas, se for para o benefício dos usuários, que seja 'sangrenta' (:P) a luta entre mexicanos, italianos, espanhóis e, agora, brasileiros, já que a Oi está entrando no mercado paulista. :)

Alexandre Lucas disse...

Amém!

Anônimo disse...

Corrigindo o início do seu texto. Na verdade a NET Serviços controla várias empresas prestadoras de Serviços de TV por Assinatura e, recentemente, adquiriu a Vivax, outra grande operadora de TV a Cabo, com atuação principalmente no Estado de São Paulo. O capital social da NET Serviços tem grande participação da mexicana Telmex, mas o controle continua na mão das Organizações Globo, por causa da vedação imposta pela Lei do Cabo. O que houve recentemente foi a compra das operações de TV por assinatura do Grupo Abril pelo Grupo Telefônica. Assim, Ajato (Abril) e Speedy (Telefônica) têm o mesmo dono e não NET Virtua e Speedy.

Alexandre Lucas disse...

Obrigado pela informação :)