domingo, 1 de maio de 2011

Último sobrevivente gay do Holocausto recebe condecoração na França

Rudolf Brazda, aos 97 anos e considerado último sobrevivente dos cerca de 10 mil homossexuais detidos em campos de concentração nazistas na 2ª Guerra Mundial, recebeu nesta quinta-feira a mais alta condecoração federal da França, a Ordem Nacional da Legião da Honra.
Passou três anos detido no campo de Büchenwald, na Alemanha, sob o registro de número 7592, categorizado como um "triângulo rosa", código dado pelos nazistas aos homossexuais.

Da FolhaONLINE

Nenhum comentário: