sábado, 1 de janeiro de 2011

Dilma anuncia querer resposta sobre desaparecidos na ditadura militar

A presidente Dilma Rousseff quer dar uma resposta oficial do Estado brasileiro aos familiares dos mortos e desaparecidos na ditadura militar (1964-1985), o que pode incluir um mea culpa da Presidência e dos militares.

A Folha apurou que Dilma articulará um acordo com as Forças Armadas, o Congresso e entidades como as de direitos humanos e a OAB.

A intenção é, num prazo de dois anos, construir uma narrativa oficial e definitiva sobre as circunstâncias das mortes e desaparecimentos.

Resta saber se será tão eficiente e vira-casaca como o indenizado Lula, que recebe sua bolsa ditadura.

3 comentários:

Cocada.g disse...

A Dilma Rousseff participou dos movimentos contra ditadura e inclusive foi presa. Acho que ela deva ter muitos ex-amigos desaparecidos.

É e essas pessoas podem ser indenizadas hehe!

abraços!

Alexandre Lucas disse...

O molusco também foi preso e chegou a ensaiar uma patética greve de fome. Nada fez de concreto. Mas a esperança é dura de matar, não?

Daniel disse...

Esse vai ser um governo tenso em termos de relações com os militares. Por isso que o Jobim ficou na Defesa Imagina se a caserna está gostando de ser governada por uma "ex-terrorista"?

Aliás, rolam boatos de que ele votou no Serra. Não me surpreenderia.