domingo, 26 de setembro de 2010

É preciso saber esperar

Como é engraçado perceber que, ao contrário do que agente espera aos 18 anos, crescer leva tempo, bem mais tempo do que agente imagina. Há seis anos, imaginava que hoje seria absolutamente feliz, que teria o corpo sempre sonhado, que teria alguém do meu lado e que a vida ia ser feita apenas de pequenos problemas, que seriam superados sem nenhuma dificuldade.
Me imaginava super feliz, super sarado, super bem relacionado.

Curioso como agente dá tanto valor ao superlativo quando sai da adolescência. Se você é homem e gay, o superlativo é multiplicado por 10. Também é curioso como agente quer parar alguns momentos e pular alguns, indo já pra melhor parte da música. Agente esquece que a vida não é um player, que não dá pra apertar skip.

Na semana passada percebi o quanto andava triste com a promoção que não veio, a profissão que não é só encanto, o corpo que não está - nenhum pouco, aliás - parecido com a capa da Men's Health, o grande amor que ainda não apareceu, que continuo me sentindo alguém perdido no meio do pantanal, longe das grandes festas, boates e pool parties. Mas sabe que algumas coisas dessas já nem me atraem mais ? Sei que pareço provinciano e inocente, vai ver sou isso mesmo, mas sei que vou aprendendo que não se consegue tudo de uma só vez. Não adianta praguejar, ficar emburrado e culpar o mundo. A única coisa que agente pode fazer é seguir e confiar nessa maravilha que é amadurecer, ver o tempo passar enquanto se corre atrás.

6 comentários:

Serginho Tavares disse...

Ah, isso acontece com todo mundo e a gente vai levando...é super normal!

Guy Franco disse...

Tenho 26 anos e com problemas parecidos. Quantos anos você tem?

Nícholas Vasconcelos disse...

Serginho e Guy: Tenho 24. Sabe que é bom saber que eles não passam tão rapido e que não é só comigo ?

Theo disse...

Nossa... eu colocava tanta expectativa nos meus 18 anos. Acordei no outro dia e era a mesma coisa... Agora já tenho 25 e, praticamente nada mudou.

Acho que o jeito é fazer o que vc escreveu: confiar no amadurecer e ver o tempo passar.

Belo texto. Parabéns!

Letícia C. disse...

Só o tempo passa, os problemas e o nosso interior modificam-se, mas permanecem conosco.

O hoje é só o que temos. A única oportunidade de fazer a diferença.

Adorei o seu texto. Já estou seguindo e vou linkar no meu blog.
Gosto muito de blogs inteligentes. =)

Aliás, eu tenho 27 anos e sou uma provinciana há alguns bons anos. Você não encontrará a felicidade na balada, acredite. Aquele lugar só vai te render suor, trombadas, e dor de cabeça no outro dia.
E não, eu não sou uma evangélica puritana. Só aprendi, com o tempo, que a felicidade deve ser procurada dentro de nós, e não fora.
Você é a felicidade da sua vida. Seus pulmões cheios de ar são a felicidade da sua vida...o resto é você quem decide.
Pense nisso. =)

Letícia C.

http://www.rotinaempilulas.blogspot.com

Alexandre Lucas disse...

Só posso dizer que melhora =D

Admirei o texto.