segunda-feira, 20 de julho de 2009

Chega de Silêncio


"O presidente deposto de Honduras Manuel Zelaya deu como esgotado o diálogo para resolver a crise no país e anunciou o início de uma "insurreição" popular para retomar o governo eleito no país, que foi derrubado no último dia 28 de junho. A declaração surge pouco após o fim do diálogo entre representantes de Zelaya e do presidente interino Roberto Micheletti para encontrar uma solução para a crise política do país."

Primeiro que Honduras, o segundo país mais pobre das américas, é uma excrescência político-geográfica sem razão real de existir. A América Central deveria ser unificada em um único e ainda pobre, país. De preferência sob ordem do executivo dos EUA, para deixar claro que não passam de um quintal daquele país.

Segundo que esse tal de Manuel Zelaya, além dos breguíssimos chapéus, já encheu o saco com seus exércitos de papel e ameaças imbecis que só o desequilibrado mental do Chávez, este o louco nacional dos venezuelanos, leva a sério.

Zelaya quis dar um golpe contra TODAS as principais instituições hondurenhas. Vem sendo tratado com regalos de "coitadinho deposto". Por estas e outras os russos matam e falam depois que foi infarto.

Já cansei de ler sobre esse imbecil e suas ameaças que EM NADA DARÃO. Mais vale uma família Clinton no bolso que 300 Chávez na mídia.

GOLPISTA ABUSADO! Esquadrão da Moda nele!

2 comentários:

Daniel disse...

Sabe o que parece isso tudo? Briga de chiuauas! hahahahha ah, falei!

e tudo isso por causa de 6 meses de mandato.

Alexandre Lucas disse...

Seis meses que ele queria prorrogar indefinidamente, à la Chavo!