quarta-feira, 20 de maio de 2009

Ensinamento Pesadinho do Dia

(fotografia de Simone de Beauvoir nua e de salto alto feita pelo amante com o consentimento de seu marido, Jean-Paul Sartre - o casal de filósofos franceses manteve invejável e corajosa relação aberta)

Das libertárias reflexões de SIMONE DE BEAUVOIR aprendemos que, na ausência de um deus que garanta a moralidade, cabe ao indivíduo criar laços com seus pares através de ações éticas.

Um comentário:

F.A.M disse...

Eles formaram o casal símbolo das esperanças libertárias dos tempos modernos. O amor e a paixão da amizade, que os uniram por mais de 50 anos, até a morte de Sartre, consolidaram-se em torno de um objeto comum: a verdade. Mas como é impossível viver na verdade, o encontro entre Sartre e Simone inaugurou-se com uma mentira. Em 1929, quando se licenciou em filosofia na Sorbonne, Beauvoir estava envolvida em uma relação platônica com René Maheu (André Herbaud), amigo de Sartre.