terça-feira, 12 de agosto de 2008

Existe treinar certo ou errado?

Existe.
quando entramos numa sala de pesos temos que saber que aptidão iremos treinar naquele lugar para antes saber que tipo de exercícios iremos fazer. Depois precisamos determinar como fazer estes exercícios escolhidos de forma que eles sejam capazes de causar estímulo na massa muscular que se deseja trabalhar.

geralmente exercícios de força e potencia determinam aparelhos livres onde haja estímulo multimuscular e multiarticular, ou seja: supino, remada, barra, elevação terra, agachamento... estes até se admitem pequenas variações das posições precisas de realizacão porque está se treinando a capacidade de determinada musculatura em desenvolver força, ou seja, capacidade de levantar muitos quilogramas de pesos. Ainda assim, a execução correta, neste caso é necessária porque como se está treinando sob forte estímulo, não só priorizamos a massa muscular que estamos trabalhando como tambem tornamos nossa prática mais segura no que se diz respeito às lesões. lembre-se, voc~e não está treinando para ser um guindaste ou um peão de obra, portanto o que importa não é a carga que voce levanta, o que importa é a máxima carga que se pode levantar utilizando-se do movimento mais perfeito...

quando se quer treinar para causar fadiga muscular ou resistencia anaeróbia, normalmente bucamos, associado com uma dieta apropriada, ter hiprtrofia muscular. Nesse caso, a necessidade de se treinar em amplitudes totais e total concentração na musculatura alvo torna-se fundamental para se atingir os objetivos do treinamento. Nesse tipo de treinamento normalmente utilizam-se exercícios concentrados cuja finalidade é justamente causar a máxima fadiga muscular com a maior precocidade possível para atingir níveis de intensidade máximos. A realizacão correta neste caso está associada mais à obtenção do resultado do que de fato à prevenção de lesões.

De prático, lembre-se: quem treina para pegar pesos cada vez maiores de qualquer jeito gostaria de ser um guindaste, mas chegará somente até o nível de um peão de obra - sem preconceitos - mas este não é o objetivo que se quer em uma academia... É necessário que se entenda que fisiculturismo e algo diferente de todos os outros esportes, e quando digo fisiculturismo, digo não somente dos homens e mulheres com uma muscularidade extremada, mas falo tambe em qualquer aluno de academia que quer ter um corpo com baixo percentual de gordura e uma musculatura de um formato diferenciado...

Fisiculturismo é como assar um bolo: treino de menos voce fica murcho, treino demais voce queima...

Faça seus exercícios de forma correta, pergunte, fique atento para dores articulares (estas são ruins...), ou para dores musculares que não melhoram após 3 ou 4 dias do treino realizado.
E claro, nada substitui um bom acompanhamento... fale com seu professor.

Abraço a todos e muita performance, com muita e muita saúde!

Muzy

4 comentários:

Marcos Freitas disse...

Excelente texto, vemos que nas academias as pessoas não levam muito isso em consideração, e acabam se lesando, e jogando todo um árduo trabalho no lixo.

BHY disse...

Excelente explicação e um banho de água fria nesse povo que vai com muita sede ao pote. "Culturismo" já indica ter paciência e dar tempo ao tempo.
;-)

Alexandre Lucas disse...

Certos assuntos a gente tem que falar com quem entende, né? Ótimo texto!

Daniel disse...

na minha academia tem uma mulher que corre na esteira de casaco e calça comprida. as vezes ela ainda acrescenta um cachecol no look. eu achava que era neura de "suar mais pra emagrecer", mas depois fiquei sabendo que ela diz que é por causa do frio do ar condicionado (aham). Ela é a única louca que não se sente confortável malhando numa temperatura mais fria na minha academia. E o pior é que ela CORRE na esteira assim! to vendo o dia que ela vai desidratar e desmaiar. Detalhe que ela já é magérrima. Os professores já desistiram de tentar conversar com ela. E ela ainda faz a série que dá na telha dela e já observei que ela é meio impaciente. corre um pouquinho, desce da esteira, bebe água, volta pra esteira, fica mais 2 minutos, desce, água, volta...
estranhíssima.