sábado, 13 de outubro de 2007

Em “Deus Um Delírio”, Richard Dawkins, detona as religiões que pregam a existência de um deus pessoal, onipresente, onisciente, blá, blá, blá ... que culpa, condena e depois perdoa. Ataca também o pensador agnóstico, que alega ser impossível opinar sobre a existência de deus por não haver provas de uma coisa ou outra. Não poupa os que apesar de não crentes, “respeitam” e muitas vezes compactuam com tradições e opiniões arcaicas, cruéis e preconceituosas sob o argumento de que por se tratar de Fé não se discute, respeita-se, como se discutir a respeito disso fosse uma ofensa ao crente. O livro é abrangente, conscientizador e espero que seja capaz de atingir seu objetivo, segundo o autor, instigar em quem ler o questionamento sobre o tema. Um deleite.


4 comentários:

Alexandre Lucas disse...

Um deleite :)

Lindinalva Zborowska disse...

Ai fio! relaxa. Encontra a keila umas 5 vezes na buatchy. Depois disso vc fala com deus, g-zuz, maria e maria madalena de brinde. Quem diz isos não soy jo, mas a wikipedia. é só pesquisar...
Patients have reported vivid hallucinations, "going into other worlds" or "seeing God" while anesthetized, and these unwanted psychological side-effects have reduced the use of ketamine in human medicine. em http://en.wikipedia.org/wiki/Ketamine
bla bla bla... jo soy apenas uma doméstica babadeira...

Klero disse...

meu pai está lendo... pensei em pegar depois emprestado, mas estou atravancado em "todos os homens são mortais", da simone de beauvoir...

Guilherme.Silva disse...

Já entrou para lista de espera..